110517-cotidiano-shoppingpopular-tvgazeta

Shopping Popular: aviso prévio para funcionários

Denúncia feita pelo Sindicato da Construção Civil

Os mais de 100 operários que trabalham na obra do Shopping Popular estão de aviso prévio. A informação foi repassada ao Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil pela empresa TL, responsável pela obra.

O sindicato descobriu a demissão em massa quando cobrou o dinheiro que foi descontado dos trabalhadores como contribuição sindical e que não foi repassado ao sindicato.

Segundo José Aldemar, presidente Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, o medo é que essa seja mais uma obra parada por falta de repasses do poder público. “O dono da empresa me mandou mensagem falando que a prefeitura não paga ele. Por isso vai demitir todo mundo”, alegou.

A assessoria da prefeitura informou que existe um débito de R$ 350 mil com a empresa TL. Mas, transferiu a culpa para o Ministério do Turismo, a fonte do recurso, que tinha prometido depositar o dinheiro essa semana. Sem receber pelos serviços que já fez, a empresa não tem como continuar a obra.

Ao ser informado da demissão dos operários, o prefeito Marcus Alexandre se reuniu com o representante da empresa e decidiu antecipar a contrapartida da prefeitura. Com um pouco de dinheiro em caixa, a empresa não para a obra, considerada uma das mais importantes de Marcus Alexandre.

O shopping popular que no final vai custar mais de R$ 17 milhões e vai substituir o camelódromo que fica no centro da cidade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*