070119-cotidiano-terremotosno-acre

Terremotos são mais comuns no Acre do que se imagina

Abalos não sentidos devido à profundidade

De acordo com o subcomandante do Corpo de Bombeiros, Antônio Marcos Velasquez, abalos sísmicos são comuns no Acre, mas devido à profundidade em que eles ocorrem são quase sempre imperceptíveis.

Ainda segundo ele, em Tarauacá e Cruzeiro do Sul, esses tremores são sentidos em pequena escala, isso porque esses municípios estão mais próximos do Peru, país onde tremores de terra de grande magnitude são registrados.

Na tarde do ultimo sábado foi registrado um terremoto de 6.8 na escala Richter na região de Tarauacá. Alguns moradores do município e também de Brasileia relataram nas redes sociais terem sentido o tremor. O epicentro do terremoto foi a cerca de 87 quilômetros da cidade de Tarauacá, a uma profundidade de 575 quilômetros.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*