Trabalhadores municipais da Saúde entram em greve em Cruzeiro do Sul

Segundo sindicato, a paralisação é por tempo indeterminado

Os trabalhadores da Saúde municipal de Cruzeiro do Sul entraram em greve nesta quarta-feira (15), por tempo indeterminado.

Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde do Acre (Sintesac), Jean Lunier, as principais reivindicações são “os cumprimentos de acordos de carreira e salário, o qual os profissionais da saúde teriam feito acordos com a prefeitura, e por conta de questões orçamentárias e da lei responsabilidade fiscal, não está sendo possível realizar essas exigências, por esse motivo a paralisação segue por tempo indeterminado”.

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul se manifestou por meio de nota sobre o caso e disse que “para conceder os aumentos justamente reivindicados, a gestão deve levar em consideração questões orçamentárias e da lei de responsabilidade fiscal, a fim de não incorrer em improbidade administrativa”.

Segundo eles, uma mudança no Plano de Cargos Carreiras e Remunerações, o PCCR da saúde, ultrapassaria o limite permitido pela lei de responsabilidade fiscal de gastos com a folha de pagamento.

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul afirmou propor ainda a formação de uma comissão para tratar sobre o tema a partir do mês de setembro e tirar um indicativo de mudanças no PCCR para o próximo ano.

Deixe uma resposta