Banner Paramotor

TV Gazeta vai da Capital a Cruzeiro do Sul de paramotor

A partida ocorreu no último sábado, 30

thumb paramotorPercorrer os 700 quilômetros que separam as duas maiores cidades acreanas hoje em dia é possível durante qualquer período do ano. Mas, até pouco tempo, essa missão não era nada fácil. Por seis meses a estrada era interditada. Quem arriscava corria o risco de ficar pelo caminho por causa dos atoleiros.

A abertura definitiva da BR-364, em 2011, possibilitou maior integração entre os vales do Acre e Juruá. Neste último fim de semana, a TV Gazeta mais uma vez saiu na frente. A emissora que já fez o trajeto da rodovia em lombo de animais, agora inovou e foi pelo ar.

Com um paramotor, equipamento que voa graças a força que proporciona o motor, o repórter cinematográfico Josenir Melo decolou rumo ao segundo maior município do estado.

A partida ocorreu no último sábado, 30. A ideia surgiu do próprio Josenir. Há dois meses ele estava se preparando para esta viagem inédita. Além do paramotor, uma equipe de apoio em solo presta toda assistência necessária.

“O objetivo é registrar belas imagens. Sei que é um grande desafio, mas tenho certeza que vamos superá-lo”, afirmou. Cinco câmeras fazem o registro deste momento histórico da televisão acreana.

Em cada voo, o equipamento tem autonomia de até três horas. A velocidade máxima chega a 60 km/h. Melo explica que é preciso é respeitar as regras do esporte. Principalmente as condições climáticas para levantar voo. “Nossa região é muito quente. O encontro de uma massa de ar quente com uma fria gera muita turbulência. É arriscado”, comenta.

A expectativa de chegar à Cruzeiro do Sul é de, no mínimo, três dias. O resultado dessa ‘aventura no ar’ você acompanha nos telejornais da TV Gazeta/Record.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*