Organização do Réveillon 2022 tem suspensão momentânea no Acre

Governo poderá optar por cancelamento dependendo do cenário da pandemia

Por Luanna Lins, para Agazeta.net

A organização do Réveillon 2022, tradicional evento promovido pelo governo do Acre, está suspensa no momento, por recomendação do governador Gladson Cameli (Progressistas). O motivo é a possibilidade de um aumento dos casos de Síndrome Gripal e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), além das contaminações por coronavírus no estado, que vem apresentando novos casos e até um óbito nas últimas semanas.

A intenção é aguardar até as proximidades do período das festas de fim de ano, para que até lá seja verificada a real situação da pandemia no estado. Dependendo do cenário epidemiológico, o governo poderá optar pelo cancelamento das festividades do Réveillon no Acre, que vinham sendo coordenadas pela Fundação Elias Mansour (FEM) e Casa Civil.

A suspensão momentânea da festa se deu mesmo após ter sido confirmada semanas atrás. Cameli afirmou que não irá colocar a população em risco e espera que as pessoas continuem com as medidas de proteção contra a covid-19. “Posso ter todo o plano pronto, mas se houver risco para a população iremos recuar. Se houver de fato um risco podemos reavaliar os planos”, frisou ele.

Em coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira, 29, a secretária de Estado de Saúde Paula Mariano, informou que a situação ainda está sendo avaliada, também em virtude da nova variante Ômicron, identificada inicialmente na África do Sul. “Estamos atentos à questão da nova variante no mundo, e dependendo do que vermos no nosso país, iremos tomar os devidos cuidados para a não realização das comemorações”, disse ela.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*