Banner Confiançaselecao

Copa do Mundo: animação do acreano ainda é tímida

Confiança na Seleção Brasileira deve ficar para a última hora, também

Nas ruas, tem muita gente confiante na Seleção Canarinha. Seja nos carros, na camisa de cada torcedor, o clima de copa chegou, mas continua bem tímido.

Sabe como é brasileiro, gosta de deixar tudo para última hora. Em uma loja de roupas do centro de Rio Branco, a funcionária pública Teresa Andrade tirou o dia para escolher a camisa que ela vai torcer pela seleção.

“São vários modelos e cada uma é mais bonita que a outra e eu estou em dúvida qual vou levar para casa”, explica.

Em outro estabelecimento, o verde e amarelo tomou conta de tudo. Até mesmo a cabeça dos irmãos João Lucas e Gabriel. A Katiane Andrade que o diga. “A gente tem o coração de brasileiro e tem que se enfeitar mesmo”, disse a mãe dos garotos.

Quem também vai fazer a festa são os filhos da Maria Gracinete. Ela é de Epitaciolândia e aproveitou a vinda até a capital para fazer umas comprinhas. “Eles não sabem da surpresa que vou levar para eles”, falou a funcionária pública.

Preparado mesmo está o Paulo Sérgio. De quatro em quatro em anos ele faz questão de comprar tudo. Na sacola cheia de produtos, o kit torcedor com direito a bola, bandeiras e a vuvuzela para fazer muito barulho.

E se depender do autônomo, o hexa já tem dia e hora pra chegar. “Já está em casa. Vai ter muita festa”, concluiu.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*