Athletico-PR bate o Flamengo e é finalista da Copa do Brasil

Abalado com a derrota, Renato Gaúcho entrega cargo, mas diretoria o convence a ficar

O Flamengo foi eliminado da Copa do Brasil 2021, na noite desta quarta-feira (27), no Maracanã. O Furacão foi cirúrgico e bateu os rubro-negros por 3 a 0. Nikão (2) e Zé Ivaldo marcaram os gols da classificação da equipe paranaense, que irá enfrentar na final da competição o Atlético-MG, que passou pelo Fortaleza na outra semifinal da noite. O título será decidido em duas partidas, já confirmadas para os dias 12 e 15 de dezembro. Os mandos serão sorteados no dia 4 de novembro pela organização da competição.

A equipe carioca iniciou a partida pressionando, porém quem saiu na frente foi o Furacão. Aos 9 minutos, Renato Kaiser (ex Vasco-RJ) sofreu falta dentro da área, e com o auxílio do VAR foi marcada a penalidade. Nikão bateu com tranquilidade e abriu o placar da decisão.

Após o gol o time da Gávea tentou uma reação, mas parou no bom esquema tático desenhado por Alberto Valentim. Aos 34 minutos o juiz assinalou uma penalidade em cima de Bruno Henrique, que após revisão do lance na cabine do VAR foi devidamente anulada.

O tempo passava e o time da casa não conseguia furar o bloqueio defensivo dos visitantes, nas raras vezes que tinha sucesso parava no goleiro Santos. Nos acréscimos da etapa inicial, contra-ataque rápido do Furacão, que se aproveitou da lenta recomposição da defensiva preta e vermelha e Nikão, após receber passe de Renato Kayser, chutou forte para ampliar a vantagem da equipe do Paraná. Diego Alves falhou no lance e a bola passou sorrateiramente pelo arqueiro.

Na etapa final Diego Ribas, muito criticado pela fraca atuação, deu lugar a Michael. O ex atacante do Goiás entrou ligado e antes do minuto inicial, fez boa jogada e tocou para Bruno Henrique, que bateu no gol para boa defesa do goleiro Santos.

Com maior posse de bola o Rubro-Negro criou chances com Andrea Pereira, Michael, Léo Pereira, Everton Ribeiro e Gabigol, que levaram muito perigo à meta do arqueiro paranaense, que defendeu bem todas as bolas que foram em direção ao gol.

Após a pressão imposta pelo Fla, que durou até os 30 minutos da etapa complementar, a partida perdeu intensidade e o Furacão agiu com inteligência e administrou a boa vantagem. Ainda teve tempo para o terceiro.

Aos 43, novo contra-ataque do Athletico e Zé Ivaldo aparece livre para mandar para o fundo das redes do gol flamenguista, selando a eliminação da equipe carioca. A essa altura da partida a torcida presente no estádio, que estava dividida entre apoiar a equipe e xingar Renato Gaúcho se uniu para hostilizar em uma única voz o ex jogador gremista.

Derrota dolorosa de uma das principais equipes do futebol Sul-Americano. O clima esquentou após a eliminação, culminando com a entrega do cargo de treinador por Renato Portallupi, atitude que foi rejeitada pela diretoria do clube, que o convenceu a permanecer no comando da equipe e reafirmou a confiança que tem no trabalho do profissional, que tem, ainda este ano, a decisão do título da Libertadores da América.

O retorno das equipes aos gramados já será no próximo sábado (30), pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Furacão irá enfrentar o Santos na Arena da Baixada, enquanto o Flamengo terá pela frente o Atlético-MG, atual líder da competição nacional.

Deixe uma resposta