Atletas paralímpicos acreanos conquistam 14 medalhas

Os atletas são de diversas instituições de ensino do Acre

Os 13 atletas paraolímpicos acreanos conquistaram 14 medalhas, sendo oito de ouro, durante as Paralimpíadas Universitárias em São Paulo, entre os dias 16 e 19.

O atleta do time de basquete em cadeira de rodas, Manoel Izo, acabou machucando a mão durante uma partida, mas isso não o impediu de voltar e receber a medalha de bronze junto com o time. “Foi uma experiência sem igual, recebemos tudo de primeira, me senti alguém da realeza. O Centro Paraolímpico Brasileiro é algo de outro mundo. Foi muito bom poder trazer essa medalha para nosso estado com nosso trabalho”, contou.

Os jogos paralímpicos universitários têm a finalidade de estimular a participação dos estudantes com deficiência física, visual e intelectual nas mais diversas modalidades esportivas, como basquete, atletismo, natação e bocha.

Em 2020, em decorrência da pandemia, as paralimpíadas não foram realizadas. Em 2021 os atletas universitários do Acre foram das instituições de ensino, Universidade Federal do Acre (Ufac), Uninorte, Unopar e Faveni.

As medalhas em atletismo classe T/F-20 foram: um ouro em salto a distancia, um ouro em 400 metros, e uma prata em arremesso de peso, conquistada pela atleta Débora Oliveira da instituição de ensino Uninorte.

Ainda na modalidade atletismo, mas na classe T-36, a atleta Gigliane Paiva, também da instituição de ensino Uninorte, trouxe três ouros para o Acre, em 100 metros, 400 metros e 200 metros.

Já no atletismo na classe T-47, o competidor Zaquel da Silva, da instituição de ensino Ufac, ficou em 5° lugar em 100 m, 7° lugar em 400m e 4° lugar – 200m.

Na modalidade natação, classe S-14, a atleta Rebeca Campos que já foi recordista nacional, também estudante da instituição de ensino Uninorte, trouxe três medalhas para o estado, sendo um ouro nos 200 metros livres, uma prata nos 200 metros medley e um bronze nos 100 metros borboleta.

“Essa foi a primeira competição dela pós pandemia, ficamos muito satisfeitos com o resultado. A Rebeca nada desde os 3 anos, já foi recordista e agora traz essas três medalhas para o estado”, relatou o pai Francisco Geison, que acompanha a filha nas competições.

Na modalidade bocha classe BC-02, o atleta Afonso Nemetala da instituição de ensino Uninorte, trouxe para o estado uma medalha de prata. Já a atleta, Rita de Cassia, da instituição de ensino Faveni, na modalidade BC-01, na Bocha trouxe a medalha dourada.

O atleta José Alrismar da Ufac, trouxe para o Acre na bocha classe BC-04 uma medalha de prata. O atleta Emilson Farias também na bocha na classe BC-03 chegou ao quarto lugar.

Já o atleta Ricardo Campos da Instituição de Ensino Unopar, na classe BC-03 conquistou o lugar mais alto do pódio e trouxe para o estado a medalha dourada.

A comissão técnica do Acre foi composta pelos professores Antônio Manoel dos Santos, Clodoaldo Campos, Raquel Thompson Abud, Shirley Lessa, Antônio Clodoaldo Melo, Geison Morais, Vladmilsom Maia e Paulo Augusto, além de Júnior Santiago, chefe do Departamento de Esportes da SEE.

 

 

Deixe uma resposta