uruguai

Brasil vence Uruguai por 2 a 1 e está na final da Copa das Confederações

Gols da seleção foram feitos por Fred e Paulinho

Apesar do gramado ruim no estádio Mineirão, e de um primeiro tempo pouco produtivo, o Brasil venceu o Uruguai por 2×1, e se classificou para a final da Copa das Confederações, com gols de Fred e Paulinho.

Primeiro tempo pouco produtivo

Apesar do gol ter saido aos 40 min, a Seleção Brasileira criou pouco na primeira etapa. No começo do jogo, o Uruguai marcou muito bem a saída de bola do Brasil e teve sua defesa bem postada. Aos 12min, David Luiz fez falta em Lugano dentro da área e o juiz marcou pênalti, mas Forlán não aproveitou a chance de abrir o placar. O uruguaio bateu do lado esquerdo de Julio César, que defendeu.

Só aos 16 minutos, Oscar deu o primeiro chute no gol do time brasileiro. Depois foi a vez de Hulk perder uma grande chance, aos 26 minutos. O gol, aos 40 minutos, surgiu de um lançamento do Paulinho para Neymar, que dominou a bola no peito e chutou tentando tirar do goleiro, mas no rebote, Fred aproveitou a chance e, com chute pegando do lado de fora do pé, marcou o gol do Brasil.

Segundo Tempo

Com muito mais volume de jogo e um melhor segundo tempo, o Brasil passou a pressionar e com a entrada de Bernard, no lugar de Hulk, deu mais velocidade ao ataque. Logo aos 3 min, a zaga brasileira falhou e não cortou a bola, o atacante Cavani aproveitou e marcou o gol de empate da Celeste. Cavani, de novo, aos 33 min dá susto na torcida brasileira, mas a bola desviou em Paulinho e vai para fora.

Oscar tentou ampliar o placar, mas mandou por cima da trave, zagueiro uruguaio cortou chance do Brasil, mas após cobrança de escanteio de Neymar, Paulinho subiu sozinho e marcou o gol da vitória da Seleção, aos 41min do segundo tempo.

A pressão dos uruguaios nos últimos momentos de jogo deixou a torcida brasileira apreensiva, mas de nada adiantou, Brasil classificado e espera o vencedor do confronto de Espanha x Itália, que acontece na quinta-feira (27), na Arena Castelão, em Fortaleza, às 16h.

Deixe uma resposta