thumb felipao

Brasil vence Zâmbia em amistoso na China

Felipão aproveitou para observar jogadores; foram sete mudanças

Depois de passar em branco no primeiro tempo, a Seleção Brasileira engrenou no segundo e derrotou Zâmbia nesta terça-feira (15), por 2 a 0, em amistoso disputado em Pequim, na China.

Os gols da partida foram marcados pelo meia Oscar, que entrou no intervalo da partida no lugar do volante Ramires, e o zagueiro Dedé, de cabeça. O técnico Luiz Felipe Scolari começou o jogo com sete alterações em relação aos onze titulares do amistoso contra a Coreia do Sul, no sábado.

Diego Cavalieri, Maxwell, Dedé, Lucas Leiva, Ramires, Lucas Moura e Pato ganharam uma chance. O próximo jogo da seleção brasileira acontece no dia 16 de novembro, em Miami, nos Estados Unidos. De acordo com a CBF, o time de Felipão enfrentará Honduras desde que o adversário consiga a classificação para a Copa do Mundo-2014.

Caso Honduras não consiga a classificação para o Mundial, o adversário da seleção brasileira será substituído, mas o local e a data da partida serão mantidos.

O jogo

A impressão deixada pela seleção brasileira nos primeiros minutos foi boa. Neymar, por exemplo, precisou de dois minutos para acertar o travessão do goleiro Mweene numa cobrança de falta.

Em seguida foi a vez de Daniel Alves desperdiçar uma grande chance num chute torto da entrada da área. Mas o ímpeto inicial não teve continuidade. Com muitas alterações, a seleção brasileira custou a se encontrar em campo.

No primeiro tempo, até encontrou os espaços vazios deixados pela marcação do adversário, mas não soube aproveitar. Quando achou um jeito de chutar, falhou. Aos 15min, Ramires ficou cara a cara com Mweene. Perdeu.

Depois, o Brasil só foi criar uma oportunidade clara de gol aos 43min, quando o meio-campo finalmente resolveu apertar a saída de bola do rival e conseguiu roubar a bola. Neymar arrancou e só parou em ótima defesa de Mweene.

Centralizado, Pato fez pouco. Só apareceu quando recebeu um passe livre de marcação na área, mas não conseguiu o domínio. Lucas Moura, pela direita, quase não apareceu na primeira etapa. O time sentiu falta de um armador. Scolari escalou três volantes: Lucas Leiva, Paulinho e Ramires.

No intervalo, o treinador fez três alterações e o Brasil voltou a ter um armador criativo. Sacou Lucas Moura, Ramires e Pato, e colocou Hulk, Oscar e Jô. As alterações deram resultado. Ou pelo menos uma dela. Oscar, justamente o armador que faltou no primeiro tempo, chutou de fora da área aos 13min, a bola desviou em um jogador de Zâmbia e tirou Mweene da jogada.

O jogo ficou fácil para o Brasil. O adversário cansou e cedeu ainda mais espaços. Aos 20min, o time de Felipão aumentou o placar. Dedé aproveitou um cruzamento da esquerda e cabeceou para as redes para definir o marcador.

Tinha tempo para mais. A seleção criou novas oportunidades, mas não conseguiu passar por Mweene.
 
Ficha Técnica

BRASIL

Diego Cavalieri; Daniel Alves, Dedé, David Luiz (Henrique) e Maxwell; Lucas Leiva, Paulinho (Hernanes), Ramires (Oscar) e Lucas (Hulk); Neymar (Bernard) e Alexandre Pato (Jô). Técnico: Luiz Felipe Scolari
 
ZÂMBIA

Mweene; Kabaso (Chisenga), Chama, Himonde e Mbola; Mtonga, Lungu (Musakanya), Mayuka (Chamanga) e Katongo (Musonda); Tembo (Chivuta) e Mulenga (Kola). Técnico: Patrice Beaumelle
 
Estádio: Ninho do Pássaro, em Pequim

Árbitro: Fan Qi (China)

Gols: Oscar, aos 13min, e Dedé, aos 20min, do segundo tempo

Deixe uma resposta