Jovens enxadristas acreanos se destacam nos JEB’s 2021

Equipe técnica comemora evolução do Acre na modalidade

Os Jogos Escolares Brasileiros (JEB’s) que aconteceram no Parque Olímpico da Tijuca na cidade do Rio de Janeiro-RJ se encerou nesta sexta-feira (5). O evento teve a participação de alunos/atletas de 12 a 14 anos e teve representantes de todas as 27 unidades da Federação. O Acre estava presente com 148 competidores em 14 modalidades.

O xadrez foi um dos destaques da delegação. A equipe era composta pelos professores/ técnicos: Francisco Jonas e Neurismar Rocha e os alunos/atletas: Isabel Parrilha, Guilherme Sasai, Lucas Prado e Maria Alice, todos estudantes da mesma escola. Apesar de não obter medalhas o grupo ficou muito satisfeito com o desempenho dos enxadristas, que chegaram até a última rodada com chance de pódio.

Para o professor Francisco Jonas, um dos representantes técnicos, a participação acreana foi motivo de muito orgulho, apesar do pouco tempo que a equipe teve para se preparar, pois a equipe titular não pode participar pela ausência de autorização dos pais e precisou ser substituída. Observou também o bom desempenho e o desenvolvimento da modalidade no estado do Acre.

“Esses alunos superaram seus limites, eles foram excelentes até por que foram convocados nos últimos dias, desta forma dentro das nossas condições fizemos a melhor preparação possível e mesmo assim por detalhes não conquistamos a tão sonhada medalha do xadrez”, afirmou o professor.

O xadrez foi disputado nos jogos em duas formas diferentes de competição: A Blitz, que é uma modalidade mais rápida, onde os enxadristas tinham apenas 3 minutos para realizar as partidas. Nessa modalidade o destaque foi Lucas Prado Carneiro.

Lucas Prado Carneiro fez uma boa pontuação na competição Blitz

Já no campeonato clássico o tempo era de 60 minutos mais acréscimos para cada competidor. Maria Alice Damásio Ricarte foi o destaque nessa modalidade, além de fazer história na competição. A pequena notável somou 3 pontos com 3 vitórias e se tornou a primeira acreana a conquistar essa quantidade de vitórias em uma etapa nacional entre todas as enxadristas adultas e escolares que já representaram o estado.

Maria Alice Damásio Ricarte se destacou na competição

O time acreano chegou na última rodada ainda com chances claras de subir ao pódio na categoria por equipes, porém por detalhes acabou ficando fora da disputa. O Acre somou quatro pontos enquanto Mato Grosso do Sul alcançou cinco e conquistou o terceiro lugar. Outros dois alunos/atletas acreanos, Guilherme Sasai e Isabel Parrilha também tiveram uma boa participação nos jogos.

Foto: Cedidas

Foto: Cedidas

Deixe uma resposta