espanha

O peso de favorita agora é da Fúria

Espanha e Itália decidem hoje, em Fortaleza, quem pega o Brasil na

final. Se a história mostra. uma seleção italiana mais vitoriosa que a espanhola, vencedora de quatro Copas do Mundo e uma Eurocopa, as conquistas recentes credenciam a Espanha _ atual campeã do Mundo e bicampeã da Euro _ como favorita ao confronto de hoje.

Nem italianos, nem espanhóis ousam pensar diferente. O volante da equipe espanhola, Sérgio Busquets afirma que a equipe sabe exatamente o seu atual lugar no futebol mundial e que precisa lidar com o favoritismo. “Nós ganhamos duas Euros e um mundial e estamos aqui na Copa das Confederações por essas conquistas. Sabemos exercer esse papel e precisamos confirmar isso dentro de campo. Mas a partida começa 0 a 0 e qualquer um pode ganhar”, analisa.

O técnico Cesare Prandelli, da Itália, admite que, a partir de 2008, os espanhóis passaram a colecionar vários bons resultados em cima dos italianos, o que os coloca na condição de favorito no confronto de hoje. “Em 2008, eles ganharam nos pênaltis da gente e registram como o início de um ciclo vitorioso sobre nós”, atesta.

O treinador da Itália prevê que seu time não ficará atrás em posse de bola nesta semifinal de hoje na Arena Castelão. “Sabemos que iremos ter mais posse de bola na maior parte do tempo, pela escalação que planejamos. Mas, temos que ter a mesma vontade de ganhar que tivemos no segundo tempo do jogo contra o Brasil. A partida estava 3 a 1 para os brasileiros. Outro time teria entregue os pontos ao ver o estádio todo vestido de verde e amarelo, e nós buscamos a reação. Temos que repetir essa força de vontade”, diz.

Gilardino confirmado no lugar de Balotelli

O técnico da Itália, Cesare Prandelli, confirmou ontem que o substituto do atacante Balotelli, no jogo contra a Espanha, será mesmo o veterano Gilardino, homem de sua confiança.

“O Gilardino é um jogador confiável e já é uma referência dentro da seleção italiana, pela sua qualidade. Ele é também um excelente marcador de gols”, elogiou o treinador.

Foi aí que um repórter questionou Prandelli sobre a simpatia pessoal pelo escolhido. “Não vou escalá-lo só porque tenho um bom relacionamento com ele, mas porque ele é um dos melhores atacantes que nós temos”, explicou.

Apesar de Prandelli não ter revelado os outros jogadores que começam jogando, a volta de Pirlo é dada como certa, tendo em vista ele ter treinado normalmente durante a semana.

Calor

Sobre a questão do calor durante os jogos da Copa das Confederações em Fortaleza, o treinador preferiu encerrar o assunto. “A temperatura afeta ambas as seleções. Jogamos exatamente na mesma temperatura. Então, se sentirmos calor, os espanhóis também sentirão”, comparou.

Os italianos treinaram mais tarde ontem no Castelão, por volta das 17h30, após a Espanha.

Deixe uma resposta