Olimpíadas: Seleção feminina empata com a Holanda em 3 a 3

Brasil começou perdendo conseguiu virar, mas cedeu o empate

Brasil e Holanda empataram em 3 a 3 neste sábado (24), em Miyagi no Japão, pela segunda rodada do grupo F dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Favoritas à conquista do ouro olímpico as duas equipes realizaram um jogo bastante equilibrado e a vitória poderia ter ficado para qualquer um dos lados. A equipe holandesa esteve à frente por duas oportunidades, mas as brasileiras conseguiram virar e acabaram cedendo o empate minutos depois. Debinha, Marta (pênalti) e Ludmila marcaram para o Brasil. Miedema (2) e Dominique Janssen fizeram os gols da Holanda.

A expectativa para o confronto era muito grande, devido ao bom início das oponentes, que estrearam goleando suas adversárias. A seleção brasileira fez 5 a 0 na Seleção da China. Enquanto a equipe holandesa bateu a Zâmbia por 10 a 3, a maior goleada até o momento nesta edição dos Jogos.

A equipe holandesa balançou as redes brasileiras logo no início da partida. Aos 2 minutos do apito inicial, Miedema recebeu dentro da área, girou com habilidade em cima da zagueira Érika e bateu forte no canto esquerdo de Bárbara. Quatro minutos depois foi marcada uma penalidade a favor do Brasil, porém em consulta ao VAR a infração foi anulada por impedimento, após aproximadamente 5 minutos de análise. Aos 15, Duda cruzou na área e Debinha precisou chutar duas vezes para marcar o gol de empate brasileiro.

No 2º tempo o jogo seguiu equilibrado com alternância de chances de gol. Aos 13, falha coletiva da defesa verde amarela. Miedema cabeceou fraco para o gol e Bárbara, mal posicionada, não conseguiu evitar que a bola entrasse, deixando a Holanda em vantagem. Cinco minutos depois Ludmila, que havia entrado no intervalo, foi derrubada na área por Van der Gragt. Marta foi para a cobrança e marcou o gol de empate. Foi o 13º da carreira olímpica da camisa 10, que se tornou a segunda maior goleadora da trajetória brasileira feminina em olimpíadas. A jogadora Cristiane, que não foi convocada por Pia Sundhage, é a primeira com 14 gols.

As Guerreiras do Brasil mantiveram o bom ritmo e continuaram pressionando. Aos 18, em um recuou errado de Nouwen, Ludmila se antecipou com velocidade e driblou a goleira alemã, ficando com o gol vazio pela frente para fazer o terceiro, colocando a equipe canarinho mais uma vez em vantagem. Aos 33 em uma cobrança de falta para as holandesas, Dominique Janssen bateu forte no canto superior direito vencendo a arqueira Bárbara, que ainda tocou na bola, no entanto não foi possível evitar o gol que deu números finais à partida, 3 a 3.

As equipes voltam a campo pela última rodada da fase de grupos na próxima terça feira (27). O Brasil encara a Zâmbia, às 6h30 (horário do Acre), em Saitama. Por sua vez a Holanda joga contra a China no mesmo horário, em Yokohama. Tanto brasileiras quanto holandesas precisam apenas de um empate para prosseguir na competição.

Deixe uma resposta