Remo é criticado por assediar times de Rondônia por vaga na Série D

Direção da Federação Rondoniense de Futebol dispara contra paraenses

O Diretor Técnico da FFER (Federação de Futebol do Estado de Rondônia), João Dalmo, disparou nesta terça-feira sobre a forma utilizada pela diretoria do Remo de assediar os clubes rondonienses para obter vaga na Série D do Campeonato Brasileiro 2013.

Após não ter conquistado a vaga em campo, a diretoria do Remo passou a sondar os estados de Rondônia e Roraima para obtenção da vaga no grupo A1 da competição. Porém, o Náutico-RR foi o primeiro a confirmar presença. Na última segunda-feira, o VEC havia homologado sua intenção de participar da Série D, porém, inexplicavelmente, o clube vilhenense desistiu nesta terça-feira. Assim como o vice-campeão, Pimentense.

De acordo com informações da imprensa paraense, o Remo estaria propondo um valor de R$ 300 mil para que VEC e Pimentense desistissem da vaga para que o estado de Rondônia ficasse sem representante. E, dessa forma, a CBF convidasse o clube da melhor federação ranqueada dentro da chave, que seria o Pará.

“A Federação não compactua com falcatruas dos diretores do Remo. Nós não negociamos vagas, somos honestos, corretos e transparentes. Aqui não tem moleque. No Brasil moderno não existe virada de mesa. Ainda estamos estudando a possibilidade de punir os clubes desistentes (VEC e Pimentense) por conta da forma obscura como foi relatada essa desistência, até porque eles tinham documentos afirmando que participariam da Série D”, desabafou o diretor técnico da FFER, em entrevista ao Globoesporte.com.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*