240217-esporte-vascoaltoacre-tvgazeta

Vasco e Plácido vencem em noite marcada por viradas

Jogo entre Vasco e Alto Acre: muitas expulsões

Vasco e Alto Acre protagonizaram o gol mais rápido da competição. Com um minuto de bola rolando, a defesa vascaína se atrapalhou. O Alan, do Alto Acre, que não tem nada haver com isso, não quis nem saber e balançou a rede.

O jogo foi dureza para assistir. As equipes erravam bastante e, com o gramado molhado, a situação ficou pior. Depois de tanto machucar a grama e a bola, o Vasco arrancou o empate. Na falha da defesa do Alto Acre, Daniego aproveitou e deixou Josa na cara do gol para empatar.

No segundo tempo, mesmo com a chuva, a partida ficou quente. Foram 4 expulsões. Alan, Vaca e João Paulo pelo Alto Acre e Cleyton pelo Vasco. O Vasco conseguiu o gol da virada nessa cobrança de penalty de Daniego.

Mas, antes de sofrer o gol da virada, o Vaca, que estava improvisado de goleiro pelo Alto Acre, foi expulso após bater boca com o árbitro sobre a penalidade. Vaca ainda tentou agredir o juiz e foi impedido pela polícia.

Com jogadores a menos o alto acre ainda teve a chance do empate nessa cobrança de penalty. Só que não, porque o Natan defendeu o chute de Isifran.

Plácido de Castro vence Galvez também de virada

Plácido de Castro e Galvez realizaram o clássico da revolução. Homenageando personagens da revolução acreana, as duas equipes estrearam na competição jogando no Arena da Floresta.

Em campo foi o Imperador que mandou. Ciel sofreu pênalti. Na cobrança, Kinho manda no travessão. O Ciel chutou, mas o goleiro Hebert deu um tapinha e mandou a bola para fora.

Depois, o Hebert impediu a cabeçada à queima roupa de Cabanãs. Em seguida, o Cabañas tentou com pé, mas o Hebert defendeu novamente. Mas, o Ciel perdeu a paciência e mandou do meio da rua. A bola foi parar no ângulo do gol de Hebert, que ficou só olhando.

De tanto insistir, o Cabanãs também fez o dele, ampliando para o Gálvez. Na virada de campo, foi a vez do Plácido dar o troco. Ismael diminuiu para a equipe do interior em cobrança de escanteio.

Em outra jogada aérea, o Plácido de castro conseguiu o empate com Paulinho pitbull. A virada do Tigre do Abunã veio com outra jogada aérea. Acredite se quiser. Ley novamente na cobrança, mas desta vez, foi o Marcelo Brás que marcou de cabeça. Placar final, Plácido de Castro de virada 3, Galvez 2.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*