435 mil entre indígenas e negros fazem Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que ocorre neste final de semana em todo o Brasil tem 436.141 participantes que se declaram negros e indígenas. Das duas raças, a maior parte é de negros.

Dos 58.365 mil candidatos que participam do certame, 44.779 mil têm o direito de ingressar na Universidade Federal do Acre (Ufac), caso seja a unidade escolhida para o ensino superior, por meio da Lei nº 12.771/2012, chamada Lei das Cotas.

Esse número é referente aos candidatos que se declararam negros (5.141), pardos (39.207) e indígenas (431). Mas os números são maiores quando somada a quantidade dos candidatos que fizeram todo o ensino médio em escola pública e que possuam renda familiar de até R$ 1,5 mil, porém esses dados não foram disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem.

No primeiro dia de prova, hoje (26), os participantes terão 4h30 para fazer as provas de ciências humanas e suas tecnologias e ciências da natureza e suas tecnologias, cada uma com 45 questões.

No segundo dia, neste domingo (27) serão 5h30 para as provas de redação, linguagens, códigos e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias, sendo que as duas últimas também terão 45 questões cada.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*