Novo linhão de energia elétrica é construído entre Acre e Rondônia

Investimento é de R$ 480 milhões e deve ser entregue em até 18 meses

Representantes da EDP Energias do Brasil e o Governador Gladson Cameli realizaram uma reunião nesta segunda-feira (23), no Palácio Rio Branco, onde anunciaram a construção de um novo linhão entre Acre e Rondônia. A obra faz parte do lote 01, leiloado este ano pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e prevê um investimento de R$ 480 milhões com a geração de 1.500 postos de empregos diretos.

Segundo os executivos, o Acre será contemplado com a implantação de um linhão de 300 km, que vai se estender entre Ponta do Abunã, em Rondônia, e Rio Branco. No mesmo projeto, o estado vai ganhar uma nova subestação para distribuição de energia. A obra será construída em uma área de 12 hectares na região do Conjunto Tucumã, na capital do Acre.

Eduardo Santarelli, gestor executivo de meio ambiente da empresa, destacou que o projeto não intercepta unidades de conservação ambiental, terras indígenas ou comunidades quilombolas, o que representa quase nenhum impacto ambiental. A empresa, segundo ele, iniciou o processo de licenciamento ambiental e prevê para maio de 2022 o início dos serviços. O cronograma prevê 18 meses para a entrega.

Representantes da EDP Energias do Brasil foram recebidos pelo governador Gladson Cameli no Palácio Rio Branco, na tarde desta segunda-feira, 23, a quem anunciaram a construção de um novo linhão entre Acre e Rondônia. A obra faz parte do lote 01, leiloado este ano pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e prevê um investimento de R$ 480 milhões com a geração de 1.500 postos de empregos diretos.

Ao lado do deputado federal Alan Rick e do presidente do Instituto de Meio Ambiente do Acre, André Hassem, o governador conversou com Eduardo Santarelli, gestor executivo de meio ambiente da empresa, e Luiz Carlos Picasso, assessor da presidência, que apresentaram o projeto.

Foto: Reprodução.

Deixe uma resposta