Acre lança projeto para seu 1º assentamento rural

Deputados que integram a comissão de legislação agrária da Assembléia Legislativa e líderes do movimento dos sem terra se reuniram nesta quinta-feira, no auditório da Assembléia, para o lançamento do primeiro projeto estadual de assentamento rural, que acontece dentro do programa de regularização fundiária do governo do Acre.  “ Aqui é mais uma apresentação e uma homologação daquilo que foi um sucesso no município de Manoel Urbano”, explica o deputado Jamil Asfury, vice-presidente da comissão.

A área onde o assentamento está sendo implantado, que tem 2.158 hectares, fica no seringal Itaúba, município de Manoel Urbano. No local já moram 51 famílias, que receberam do governo do estado os títulos definitivos das terras, e também terão direito a linhas de crédito para agricultura familiar e moradias pelo programa minha casa minha vida para a zona rural. “ Esse é o objetivo, que eles possam entrar com a documentação toda regularizada” afirma Glenilson Figueiredo, diretor do Iteracre.

O projeto de assentamento Itaúba faz parte do programa estadual de regularização fundiária. A área que já pertenceu a União foi adquirida pelo estado do Acre em 2010 para fins de reforma agrária. Além das 51 famílias já beneficiadas no local, outras 150 serão incluídas no projeto ate o ano que vem.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*