Aftosa: governo quer prorrogar campanha no Acre

O Instituto de Defesa Animal e Florestal do Acre (Idaf) pediu ao Minsitério da Agricultura a prorrogação da campanha contra a aftosa. A solicitação foi feita por que as chuvas atrapalharam os pecuaristas no manejo das vacinas. A resposta deve ser confirmada esta semana.

A 29ª edição da campanha contra a aftosa no Acre terminou oficialmente no dia 31 de maio e encerra no dia 15 de junho o prazo para que os pecuaristas declararem a vacinação. No entanto, o Idaf aguarda resposta do Ministério da Agricultura para um pedido de prorrogação. “Nós estamos aguardando um pedido de prorrogação de campanha para que as vacinas sejam comercializadas até o dia 15 de junho e declaradas até o dia 20 de junho”, explicou a gerente de defesa animal do Idaf, Adriane Pires de Souza.

Segundo Adriane, as chuvas atraparam os pecuaristas durante a execução na campanha. “A nossa preocupação é com o produtor rural que está tendo dificuldade de colocar o rebanho nos currais devido as chuvas. A prorrogação é para que o produtor consiga cumprir o calendário de vacinação sem prejudicar ou machucar seu rebanho”, completou.

A meta do Idaf é vacinar 1 milhão e 600 mil cabeças de animais com idade abaixo de 24 meses, fora a região de fronteira, que precisa vacinar todo rebanho. Até agora, foi declarado a vacinação de 1 milhão e 100 mil animais.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*