Banner delegacias

Polícia Civil: agentes vão manter protestos

Agentes da Policia Civil fazem paralisação de 24 horas, e decidem, em assembleia, que vão manter manifestações pelos próximos dias e mudarão a forma de atendimento nas delegacias.

Um panfleto foi entregue para cada servidor, onde indica como deve ser o atendimento a partir de hoje: investigação só com ordem escrita; para se locomover até o local do crime só com a presença do delegado, e só vão usar veículos para o trabalho quando os mesmos estiverem regularizados.

Os agentes estão cobrando do Governo o reenquadramento, as promoções dos agentes, equiparação de nível de serviço, titulação de nível superior e aposentadorias. O sindicato da categoria quer melhoria nas condições de trabalho e a contratação de mais agentes.

O secretário de Polícia Civil, Emilson Farias, mostrou um projeto de lei que foi enviado à Assembleia Legislativa, em novembro do ano passado, com parte das mudanças requeridas pela categoria. Revelou outro documento, onde o sindicato não aceitou que a matéria entrasse na pauta de votação.

Segundo o secretário, a lei trazia a titulação acrescentando 20% nos salários e criava o risco de vida com adicional de mais R$ 170,00 que somando mais R$ 500,00 que já são pagos.

Quanto às promoções, o que falta são os agentes, ou parte deles, apresentaram um texto de cinco laudas para que recebam o benefício. “É uma exigência da lei que é simples de ser resolvida, em um mês dá para se preparar esses relatórios”, explicou. Quanto às aposentadorias, apesar de não existir lei específica, elas estão sendo garantidas pela Acre-previdência.

A Secretaria de Policia Civil está com medo de o movimento prejudicar o atendimento nas delegacias. Para evitar ou reduzir o problema, os agentes que não estão participando do movimento e os delegadas estão sendo chamados para ajudar no atendimento.

Deixe uma resposta