Aleac aprova Lei Complementar da Educação

O clima esquentou na Assembleia Legislativa do Acre, em sessão extraordinária realizada na noite desta terça-feira, durante a votação do Projeto de Lei Complementar 14, que dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração de membros da Secretaria de Educação.

A votação ocorreu sob intensa pressão dos professores que estavam presentes na Aleac e tentavam de todas as formas evitarem que o projeto fosse aprovado, porém, mesmo sob o manifesto, os parlamentares aprovaram por 13 votos favoráveis.

A líder do Movimento Acorda Educação, Rosângela Castro, ficou indignada com os parlamentares e invadiu o plenário da Casa como forma de protesto, haja vista que à tarde, os deputados teriam firmado acordo com os professores descontentes, de não colocar a alteração do PCCR da categoria na pauta de votação até que o governo do Acre promovesse algumas alterações em dispositivos da matéria.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteac), Rosana Nascimento, também esteve presente durante a votação, porém, sua presença foi extremamente criticada pelo movimento e acusada de ser conveniente com o Executivo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*