thumb ermyolso

“Alguns se aproveitam para levar falsa ilusão aos familiares”, diz Emylson

A polícia civil tem, pelo menos, oito provas(interceptações, monitoramento, reconhecimento, prova testemunhal, etc) que apontam o envolvimento de 11 PMs no desaparecimento de Gildemar da Silva Lima.

Durante participação no programa ‘Gazeta Entrevista’ da última sexta-feira, 6, o secretário de Polícia Civil afirmou que apesar do passado de condenações do jovem de 24 anos de idade, Gildemar tem direito como qualquer cidadão.

Farias condenou a abordagem feita pelos supostos policiais na noite em que o ajudante de pedreiro desapareceu. Segundo o secretário, várias casas foram violadas e um homem de 55 anos de idade chegou a ser torturado sobre a localização de Gildemar.

“A polícia militar é honesta, mas não tolera excessos”, enfatizou. Farias informou que os militares presos estão sendo acompanhados por um oficial da instituição e que a finalização do inquérito dever ser concluída em duas semanas.

Sobre possíveis excessos no transcorrer das investigações, Emylson rebateu: “algumas pessoas se aproveitam para levar falsa ilusão aos familiares.” O secretário descartou qualquer ligação direta do governador Tião Viana(PT) com as prisões.

Emylson argumentou que existem indícios robustos contra os PMs. “Temos convicção do que estamos fazendo. Não estamos julgando, quem julga é o poder judiciário”, disse. Outros policiais militares podem estar envolvidos no desaparecimento de Gildemar.

Deixe uma resposta