Bolsa Família: reajuste começa ser pago em junho

A partir do dia 1º de junho, o benefício médio do Bolsa Família será reajustado em 10% e vai passar dos atuais R$ 150 para R$ 167 mensais. O valor que define a linha de extrema pobreza do país  vai mudar de R$ 70 para R$ 77. Em 2014, a medida custará R$ 1,7 bilhão. Para 2015, a estimativa de custo é de R$ 2,7 bilhões.

Com o aumento, outros benefícios do Bolsa Família foram reajustados. Confira a abaixo:

O valor pago por gestante, nutriz, criança ou adolescente de até 15 anos de idade sobe de R$ 32 para R$ 35, até o limite de R$ 175 mensais por família.

O benefício para o adolescente de até 17 anos passa de R$ 38 para R$ 42 mensais, até o limite de R$ 84 mensais por família.

O valor médio do benefício das famílias em situação de extrema pobreza sobe de R$ 216 para R$ 242.

O valor a ser pago por família continua a variar caso a caso, de acordo com a severidade da pobreza. O valor adicional pago por meio do Programa garante que cada membro da família tenha renda superior a R$ 77, considerando os rendimentos próprios adicionados ao valor de complementação do Bolsa Família.

Atualmente, o programa atende 14 milhões de famílias, aproximadamente 50 milhões de pessoas. Ao todo, 36 milhões de pessoas se manterão fora da situação de extrema pobreza, em decorrência da transferência de renda do Bolsa Família.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*