Caminhoneiros fecham BR-364 por 72 horas em apoio a Bolsonaro

Em Rio Branco, pessoas iniciaram esta quinta-feira nos postos de combustíveis

A greve de caminhoneiros que começou na quarta-feira (8), segue nesta quinta-feira (9), em pelo menos 15 estados, mesmo após apelo do presidente Jair Bolsonaro, sem partido, para que a categoria liberasse as estradas bloqueadas no país.

Bolsonaro gravou um áudio no aplicativo WhatsApp e o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, um vídeo, para tentar desmobilizar os manifestantes. Na mensagem, o presidente diz que a greve “atrapalha nossa economia” e por isso pede a reabertura das rodovias.

Segundo o Ministério de Infraestrutura, os caminhoneiros pararam rodovias em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia, Maranhão, Roraima, Pernambuco e Pará.

A Polícia Rodoviária Federal informou ainda que no estado de Rondônia existem seis pontos de bloqueios ou concentração de veículos, são eles: Vilhena, Porto Velho, Cacoal, Ji-Parana, Jaci Paraná e Curubim. No Acre, até o momento, nenhuma rodovia foi fechada e nem existem movimentações para que isso ocorra.

Em Rio Branco, diversas pessoas iniciaram a manhã desta quinta-feira em filas nos postos de combustíveis para abastecer seus veículos com medo de um possível desabastecimento em decorrência do fechamento das rodovias federais.

Deixe uma resposta