Capital vai ganhar Mercado do Peixe

O prefeito Marcus Alexandre e o secretário Municipal de Agricultura e Floresta, Mário Jorge Fadell, juntamente com o secretário Estadual de Pequenos Negócios, José Carlos Reis, estiveram no último sábado, em uma reunião com cerca de 200 pescadores de Rio Branco, no auditório do Ministério da Agricultura. Entre os temas debatidos: a construção do Mercado do Peixe, o local da instalação da fábrica de gelo, a construção de uma creche específica para os filhos dos pescadores e a nova sede da Colônia de Pescadores.

Marcus Alexandre relatou aos pescadores que o projeto da construção do Mercado do Peixe, no valor de R$ 5,8 milhões, aguarda liberação de recursos junto ao Ministério da Pesca, o que deverá ocorrer no início do próximo ano. O Mercado, que vai ser erguido pela prefeitura de Rio Branco ao lado da Ceasa, vai ter mais de 50 boxes e túnel de congelamento. Na reunião de sábado, os pescadores decidiram em votação, que a fábrica de gelo, deverá ser instalada na nova sede na Colônia de Pescadores, que vai ser construída no Cais no Porto e não no Mercado do Peixe. A presidente da Colônia, Lene de Andrade, diz que a opção da categoria pelo Cais e não na Ceasa, é devido à localização. “A maioria dos pescadores mora perto do Cais e eles têm essa região como referência”.

Para a construção da nova sede da Colônia, no Cais do Porto, o prefeito Marcus Alexandre garantiu R$ 50 mil reais do orçamento da secretaria Municipal de Agricultura e Floresta – SAFRA, de 2014. “É essa categoria que garante o pescado na mesa dos rio-branquenses e merece toda nossa atenção, por isso vamos destinar recursos para ajudar na construção da nova sede no Cais. Eles querem agora nosso apoio porque decidiram que a fábrica de gelo deve ficar no Cais e não no Mercado do Peixe, que vai começar a ser construído no próximo ano pela prefeitura. Esse mercado vai garantir um espaço com toda a estrutura e logística para os pescadores”.  
 
Creche para os filhos dos pescadores
 
A prefeitura de Rio Branco vai construir uma creche para atender os filhos dos pescadores vinculados à Colônia de Pescadores. Os recursos R$ 1, 6 milhão, são do ministério da Pesca e Aqüicultura, por meio do programa Pro Infância. A Colônia de Pescadores de Rio Branco conta com 680 pescadores cadastrados. A presidente da entidade, Lene Andrade, diz que a creche vai ser de grande ajuda, principalmente para as mulheres pescadoras, que têm que levar os filhos nos barcos, expondo as crianças a situações perigosas. “Minha irmã mesmo ia perdendo um filho no Rio Acre porque não tinha com quem deixá-lo. E isso é comum. Agora com essa creche, vamos pescar tranqüilas deixando nossos filhos em segurança”
 
O prefeito Marcus Alexandre, explica que a prefeitura vai disponibilizar um terreno que fique próximo à Colônia dos Pescadores e do Rio Acre, de preferência no bairro Seis de Agosto.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*