thumb JuriLixao

Caso lixão: réu pega 27 anos de prisão

O Tribunal do Júri da Comarca de Brasileia condenou a 27 anos de prisão, em regime inicial fechado, Luis Carlos Ferreira, pela morte de Cristiane Maria Prudente, 20, crime ocorrido no ano de 2011. O julgamento, presidido pelo juiz Clovis de Souza Lodi, que durou pelo menos 12 horas, aconteceu nesta segunda-feira, 19.

À época, de acordo com a denúncia, o réu matou a vítima e depois a queimou, jogando o corpo em um lixão. O motivo, ainda segundo a denúncia, teria sido o término do relacionamento.
 
A promotora Maria Fátima Ribeiro Teixeira acredita que se fez justiça no caso de Cristiane, sentimento esse compartilhado pelos familiares que acompanharam o julgamento.

Já o advogado de defesa, Francisco Valadares Neto, disse que irá recorrer da sentença e da indenização imposta, por acreditar que foi exorbitante em todos os aspectos legais. Após tomar ciência da condenação, Luís foi levado de volta ao presídio estadual na Capital, onde cumprirá sua pena.

Além dos 27 anos de reclusão, Luis Carlos foi condenado a pagar uma indenização de R$ 50 mil ao filho da vítima.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*