CEASA recebe alimentos do Peru

A Central de Abastecimento de Rio Branco (CEASA) recebeu nesta terça-feira, 8, uma nova carga de alimentos importados do Peru. São dois caminhões com 26 toneladas de cebola roxa e 26 toneladas de batata, alho, beterraba, cenoura e repolho que vieram de Arequipa, na região sul peruana, adquiridos pela Distribuidora Hernandes, um dos maiores atacadistas de hortifrutigranjeiros de Rio Branco que tem base na CEASA.

Importar alimentos do Peru é parte do esforço que os governos do Federal e Estadual, Prefeitura da Capital e iniciativa privada fazem para manter o mercado abastecido. A cheia do Rio Madeira impôs sérios complicadores ao transporte de alimentos pela BR 364, a via de ligação rodoviária entre o Acre e os centros fornecedores do Centro-Sul do Brasil.

Acordo envolvendo a diplomacia aduaneira e os órgãos de defesa sanitária do Brasil e do Peru reduziu a burocracia para o ingresso de alimentos peruanos em território brasileiro. Os motoristas Vidvaldo Flores Atoche e Romualdo Saaveda levaram três dias para percorrer a Estrada do Pacífico de Arequipa a Iñapari, na fronteira com Assis Brasil. Já em Assis Brasil, os caminhões passaram um dia para o desembaraço fiscal e sanitário. Na semana passada, a CEASA recebeu dois caminhões carregados com uva.

“E nesta quarta-feira, dia 9 de abril, chegará a Rio Branco mais 104 toneladas de alimentos. São 52 toneladas de tomate, 26 toneladas de uva e 26 toneladas de produtos hortifrutigranjeiros”, informou Paulo Sergio Braña, coordenado da CEASA. “Conseguimos um preço melhor para o tomate, que vamos repassar no atacado com valor até 10% menor”, disse Mateus Bruzasco, dona da Distribuidora Hernandes. Essa redução deve ser repassada aos consumidores no mercado varejista.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*