Banner chuvaquarta

Chuva: prefeitura anuncia ajuda a moradores afetados na Capital

A chuva da tarde dessa quarta-feira (08) foi uma das maiores dos últimos 5 anos. De acordo com a defesa civil do município a quantidade chegou a 90 milímetros, é como se chovesse por toda uma semana.

Os bueiros não conseguiam suportar tanta água. No centro da cidade ou nos bairros as ruas ficaram alagadas. Centenas de famílias tiveram as casas invadidas e foram vários os prejuízos.

O prefeito em exercício Márcio Batista se reuniu com vários secretários e decidiu montar uma força tarefa para atuar nas áreas atingidas. A Secretaria de Ação Social está enviando servidores para os bairros mais carentes para fazer um levantamento das perdas das famílias.

Durante a noite, a forte chuva deixou isolado parte dos moradores do bairro Esperança. Muitos motoristas não arriscavam passar nos pontos mais fundos. No bairro Nova Esperança os moradores revoltados quebraram o asfalto e começaram a fazer uma vala na rua, precisou a intervenção da polícia para que o estrago não fosse maior.

No Sobral, os moradores fecharam a rua principal e fizeram uma manifestação. Eles culpam a prefeitura de não fiscalizar as empresas do programa ruas do povo que fizeram as ruas mais altas que as casas, quando chove a água invade as residências.

Na avenida Antônio da Rocha Viana, os carros não tinham como passar. As oficinas que fica na área próxima a secretaria de policia civil foram tomadas pela água e pelos prejuízos.

Na manhã desta quinta-feira, 9, os funcionários retiravam a lama. A água invadiu também os veículos dos clientes, que agora precisam ter peças, bancos e painéis recuperados.

Os bueiros não conseguem dar vazão as grandes quantidades de água e os alagamentos se tornam inevitáveis. Além disso a população ajuda a entupir os canos jogando lixo. No bairro Sobral as três manilhas de um bueiro não suportaram o volume de água que junto trás o lixo. A  chuva foi tão forte que no bairro Airton Sena abriu-se uma enorme cratera no barranco próximo ao rio Acre.

Pelas previsões do pesquisador Alejandro Fonseca, da Universidade Federal do Acre, a prefeitura vai ter que manter as equipes nos bairros, as chuvas se intensificam nos próximos dias.

Leia mais:

Moradores fecham acesso por construção de galerias

Chuva causa transtorno nas principais vias de Rio Branco

Deixe uma resposta