Cinco pessoas são presas em Feijó por morte de adolescente

Corpo do menor de idade foi localizado em cova rasa na zona rural do município

A Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar, prendeu em flagrante cinco pessoas com envolvimento direto no homicídio do menor de idade no município de Feijó, interior do Acre.

De acordo com delegado que preside o inquérito policial investigativo, Railson Ferreira, a trama da morte do menor teve inicio com uma suspeita de estupro de vulnerável, supostamente cometida pelo próprio menor primo por parte de pai da vítima de apenas cinco anos.

A mãe da vítima de estupro e tia do menor suspeito, levou o caso ao tribunal do crime que por sua vez decidiu pela morte do menor de idade. A investigação também apontou que, antes de ser morto, o adolescente foi levado a vários locais, dentro e fora do perímetro urbano, e durante sua execução foi torturado com requintes de crueldade.

O corpo do menor de idade ainda não havia sido encontrado até a manhã deste domingo (22), mas, o trabalho conjunto das policiais possibilitou a descoberta da localização exata de onde estava enterrado. O corpo foi localizado em uma área de floresta localizada no Ramal do Quinôr, em cova rasa e coberto por palhas. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionada para remoção do cadáver que irá passar por necropsia.

A Polícia Civil já havia colhido elementos durante a investigação da comprovação do homicídio. A investigação chegou até a autoria do crime que foi tipificado como homicídio qualificado por motivo torpe. O trabalho investigativo também chegou a outros suspeitos do crime e prendeu o grupo que teria arquitetado a morte do menor.

Durante a ação policial foram presos cinco suspeitos entre homens e mulheres, segundo a Polícia Civil, todos com passagem pela polícia e fazem parte de uma mesma organização criminosa que age na região. Os crimes cometidos pelos presos vão desde de organização criminosa, ocultação de cadáver, homicídio qualificado por motivo torpe e formação de quadrilha.

Deixe uma resposta