thumb cirogomes

Ciro Gomes afirma que Marina Silva “não sabe de nada do Brasil”

O atual secretário de Saúde do Estado Ceará, Ciro Gomes (PROS), afirmou que a ex-ministra Marina Silva (PSB) “não sabe de nada do Brasil” e que possui um difuso compromisso com o meio ambiente “que a juventude despolitizada gosta”. As declarações foram dadas em entrevista para o radialista Evandro Nogueira, exibida neste sábado (14), no programa Sábado Show. O secretário também fez duras críticas ao senador Aécio Neves (PSDB/MG), ao governador Eduardo Campos (PSB/PE) e, no cenário estadual, à ex-prefeita Luizianne Lins (PT/CE) e ao ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PR).

Ciro condenou o discurso da ex-senadora e o definiu como moralista. “É minha amiga, foi ministra comigo, nós trabalhamos juntos, eu tenho grande feição pessoal por ela, mas a Marina não sabe nada do Brasil. Vive nessa lambança, uma coisa meio difusa, o povo está chateado com a corrupção, e ela é uma pessoa séria e faz esse discurso moralista, como se corrupção fosse um problema da pessoa. Ah se fosse! Não é. O Fernando Henrique (PSDB) não é ladrão, o Lula (PT) não é ladrão, a Dilma (PT) não é ladra, duvido que o Collor fosse. A questão é do gogó para baixo. As instituições, a impunidade, a fragilidade das legislações e os conchavos politiqueiros”, disse Ciro, que também foi Ministro da Integração Nacional do Governo Lula.

O secretário voltou a afirmar que trabalhará para que Dilma Rousseff se reeleja, apesar de ter algumas críticas ao governo da petista. “Eu vou lutar pela reeleição.Eu acredito nela [Dilma], apesar de ter algumas críticas ao Governo. Eu vou lutar por isso, porque os adversários dela não representam nada, a não ser projetos pessoais pequenos, alguns deles ameaçadores do próprio futuro do Brasil”, afirmou o secretário.

No contexto, Ciro aproveitou também para dizer o que pensa de Aécio e Eduardo Campos. “O Aécio representa um Fernando Henrique piorado e é isso que nós queremos? Acabar de vender a Petrobras, acabar de vender o Banco do Brasil. Se isso for feito, o Brasil se arrebenta. O Eduardo está mamando no governo até hoje. Sete anos mamando no governo, sete anos com cargos. Entupiu Pernambuco de benefícios, inclusive prejudicou o Ceará e, na véspera do embate, agora ele vem aparecer oposição?”, reclamou o ex-ministro.

Ciro fala sobre cenário político estadual para 2014

Quando questionado sobre as expectativas para o próximo ano, o secretário da saúde afirmou que o governador Cid Gomes (PROS) lidera uma coalizão de 14 partidos e que esse grupo “tem resultados completos para mostrar”.

Ciro, então, teceu críticas a alguns políticos e partidos do Estado. “O que vai ter em debate, se depender de nós, não é essa coisa odienta, que é essa coalizão de ódios e frustrações e cotovelos doloridos de Luizianne Lins, de Roberto Pessoa (PR). Essa catrevagem, toda que não tem um dia de serviço ao povo, que cuida só de seus projetos pessoais, isso nós não vamos deixar acontecer no Ceará, ao qual se somam, inclusive, a uma pseudoesquerda, fascistoide, como PSOL, PSTU“, afirmou o secretário.

O ex-ministro comentou sobre o piscinão do HGF e sobre as greves dos professores, alunos e servidores das universidades estaduais.

Deixe uma resposta