Combustível: deputado reclama do preço em Cruzeiro

“Depois da maior cheia da história, o nível do Rio Madeira começa a voltar ao normal, mas, algumas situações surgidas durante a cheia persistem em continuar”. Esse é o pensamento do deputado estadual Walter Prado (PROS) que usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre na manhã desta terça-feira, 22, para denunciar o preço abusivo dos combustíveis praticados no município de Cruzeiro do Sul.

Segundo o parlamentar, os proprietários dos postos de combustíveis do referido município teriam formado um cartel com a finalidade de realizar reajuste ilegal no preço dos combustíveis.

“A gasolina que é vendida em Cruzeiro do Sul é consumida pelos ribeirinhos, pessoas que não têm renda e os bacanas, donos do mundo aumentaram o preço, se aproveitando de uma situação delicada que o Estado enfrentava. Acho que a audiência pública que realizamos em Cruzeiro do Sul não serviu de nada, pois, o efeito tem sido contrário ao pretendido. Não se reduziu preço algum, pelo contrário, só vem aumentando”, disse.

Quanto ao assunto, o deputado Moisés Diniz (PCdoB) confirmou que o comitê dos donos dos postos entrou em contato para informar sobre o reajuste do combustível e, segundo o comitê, tal reajuste foi aprovado pela Petrobras.

“Estamos com uma reunião agendada com senador Jorge Viana (PT) na qual levaremos este assunto ao seu conhecimento a fim de tomarmos a medidas cabíveis. Vamos partir para cima da Petrobras, ela terá que nos explicar sobre esse reajuste”, finalizou o parlamentar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*