Correios: trabalhadores decidem por paralisações

Em assembleia na noite desta segunda-feira, 7, os trabalhadores dos Correios decidiram realizar uma série de paralisações ao longo da próxima semana caso não haja acordo com a direção da estatal. A mobilização foi adiada porque houve a apresentação de uma nova proposta.

Segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios (Sintect), Suzy Cristiny, a diretoria da empresa aceitou a contratação de novos funcionários e o pagamento de hora extra e mutirão de entrega nos finais de semana.

“Caso a empresa não execute este plano de ação, a categoria começará a paralisar as atividades todos os dias por duas horas”, informou a sindicalista.

O Sintect ainda está negociando o fim dos cortes de pontos e os atrasos nos pagamentos realizados a alguns servidores.

Desde o início do ano, os trabalhadores paralisaram as atividades diversas vezes com o objetivo de reivindicar a contratação de mais funcionários, garantindo um melhor atendimento para a população.

“Nossa mobilização não é para reivindicar salário, mas para exigir a qualidade nos serviços dos Correios, o que deve beneficiar toda a população, por isso queremos mais contratações”, explicou Suzy Cristiny.

Descontos

Por conta das mobilizações realizadas em maio e em junho, a direção dos Correios no Acre realizou descontos indevidos no salário dos servidores, o que motivou a realização da assembleia desta segunda-feira. Assim, a empresa descumpriu o acordo feito com a categoria que repôs os dias parados, por isso o movimento de protesto foi fortalecido devido a revolta do trabalhador.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*