Em Cruzeiro, Ibama apreende material de pesca

No último final de semana, uma equipe fiscalizadora do Ibama chegou em Cruzeiro do Sul e fez um arrastão entre os pescadores no mercado do peixe, apreendendo as espécies do tipo sardinha, tambaqui, mapará, pacú, marmurí e jaraquí.

Quando o rio Juruá baixa o volume de suas águas é sinal de muita fartura de peixes pra região. Mas é preciso muito cuidado, principalmente por parte dos pescadores, na hora de capturar os peixes. É que esse é o período do defeso e pelo menos 10 espécies são proibidas aqui no estado do Acre.

As espécies proibidas no período do defeso, que vai do dia 15 de novembro a 15 de março, são estabelecidas através de uma portaria baixada pelo Ibama, geralmente no dia 1º de novembro, só que, este ano, segundo o presidente da Colônia de Pescadores de Cruzeiro do Sul, o que não aconteceu.

De acordo com o agente fiscal do Ibama, a portaria que trata do período do defeso é válida e inalterada desde 2007, por esse motivo, não existe justificativa para a pesca das espécies proibidas.

Além dos peixes apreendidos, os pescadores perderam o material de pesca, vão pagar uma multa de 700 reais, mais 20 reais por cada quilo de peixe e ainda vão perder o auxilio do seguro defeso.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*