Em Sena, jovem é morto a pauladas

Este final de semana foi marcado pelo registro de um crime bárbaro na zona rural de Sena Madureira. Um jovem de apenas 19 anos foi morto a pauladas pelo próprio irmão.

De acordo com informações, o crime aconteceu nas proximidades do ramal dos Terçados, na região do projeto de assentamento Joaquim de Matos, também conhecido como Toco Preto, no km 38 da BR-364, sentido Sena a Rio Branco.

Romário Silva do Nascimento, 21 anos, apontado pela polícia como o autor do crime, estava participando de um encontro na companhia do irmão e de outras pessoas, e teria ficado desgostoso ao chamar a vítima para ir para casa e não ser atendido.

Por conta disso, ele se apossou de um pedaço de madeira e golpeou o próprio irmão.

A polícia foi acionada em seguida e conseguiu prender o acusado, que foi encaminhado para a unidade de segurança pública de Sena Madureira, de onde posteriormente será levado para o presídio.

Segundo consta, os dois irmãos moravam no bairro Tancredo Neves, em Rio Branco, e há pouco tempo começaram a trabalhar em uma colônia da referida localidade.

Este final de semana foi marcado pelo registro de um crime bárbaro na zona rural de Sena Madureira. Um jovem de apenas 19 anos foi morto a pauladas pelo próprio irmão.

De acordo com informações, o crime aconteceu nas proximidades do ramal dos Terçados, na região do projeto de assentamento Joaquim de Matos, também conhecido como Toco Preto, no km 38 da BR 364, sentido Sena a Rio Branco.

Romário Silva do Nascimento, 21 anos, apontado pela polícia como o autor do crime, estava participando de um encontro na companhia do irmão e de outras pessoas, e teria ficado desgostoso ao chamar a vítima para ir para casa e não ser atendido.

Por conta disso, ele se apossou de um pedaço de madeira e golpeou o próprio irmão.

A polícia foi acionada em seguida e conseguiu prender o acusado, que foi encaminhado para a unidade de segurança pública de Sena Madureira, de onde posteriormente será levado para o presídio.

Segundo consta, os dois irmãos moravam no bairro Tancredo Neves, em Rio Branco, e há pouco tempo começaram a trabalhar em uma colônia da referida localidade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*