Encerrada Marcha dos Prefeitos a Brasília

Encerrada a 17ª edição da Marcha dos Prefeitos a Brasília, a Associação dos Prefeitos do Acre (Amac) considera que o encontro foi positivo, uma vez que foram discutidas propostas para tentar tirar os municípios do vermelho.
 
Doze prefeitos acreanos participaram do evento que é considerado o palco de  reivindicações e discussões de propostas de interesse dos municípios brasileiros. Nesta edição, a principal solicitação foi o aumento do repasse de recursos do Fundo de Participação dos Municípios dos atuais 23,5% para 25,5%, tendo em vista que as prefeituras passam por sérias dificuldades financeiras, comprometendo até mesmo o pagamento dos servidores municipais e fornecedores.
 
A presidente Dilma Rousseff evitou este ano participar do debate promovido pela Confederação Nacional de Municípios. Garantiu apenas agenda com uma comissão de prefeitos no Palácio do Planalto. A ausência da presidente no debate foi criticada pelos prefeitos e chegaram a vaiar quando ficaram sabendo que ela não iria comparecer ao debate.

Quatro pré-candidatos participaram da sabatina organizada pela CNM e defenderam, se eleitos, o aumento do repasse de recursos às prefeituras e fizeram críticas ao atual governo. Uma das principais queixas dos prefeitos é a perda de receita decorrente da desoneração de impostos.

O prefeito de Rio Branco e presidente da AMAC – Associação dos Municípios do Acre, Marcus Alexandre, ao deixar Brasília, defendeu o estímulo da economia sem que haja perda de receita para as prefeituras.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*