Entenda o que é o Talibã e o que está ocorrendo no Afeganistão

Milícia extremista governou o país entre os anos de 1996 e 2001

Talibã que em tradução livre quer dizer estudantes, é um movimento fundamentalista islâmico nacionalista que se difundiu no Paquistão e, sobretudo, no Afeganistão, a partir de 1994 e que governou cerca de três quartos do Afeganistão entre 1996 e 2001.

A milícia extremista teve origem nos anos 1970, em um contexto de Guerra Fria. O grupo surgiu de milícias estudantis apoiadas pelo Paquistão, que faz fronteira com o Afeganistão, e pelos Estados Unidos, em um contexto de Guerra Fria, para expulsar a União Soviética, que ocupava o país desde o fim dos anos 1970.

O Talibã busca a ressurreição completa do emirado islâmico, que governou o Afeganistão entre 1996 e 2001, seja por meio do diálogo, da força, ou com uma combinação dos dois, além de vários ataques com diversos alvos em todo o país.

Os Estados Unidos atacaram o Afeganistão em 2001, em reação ao atentado do 11 de Setembro, e tiraram o grupo extremista do poder. O Talibã foi acusado pelos americanos de esconder e financiar membros da Al-Qaeda, grupo terrorista comandado por Osama Bin Laden e responsável pelo atentado.

Mesmo após tirar o Talibã do poder, os Estados Unidos permaneceram no Afeganistão auxiliando o governo e funcionando como uma espécie de “polícia” e “detentor da ordem local”, porém, em outubro de 2020 o até então presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou através da sua conta no Twitter que pretendia retirar as tropas americanas do Afeganistão. Mesmo após a passagem de bastão, Joe Biden manteve a decisão do seu antecessor da retirada total de tropas americanas no país.

Com essa saída o movimento fundamentalista islâmico avançou rapidamente pelo país e conquistou diversas áreas antes ocupadas pelos Estados Unidos e chegou à capital, Cabul, tomando para si o governo após o presidente, Ashraf Ghani fugir do país, numa tentativa de se proteger.

As imagens chocantes de diversos afegãos em desespero tentando deixar sua nação após o domínio do Talibã tomou conta dos noticiários, ocasionadas pelo medo das futuras ações extremistas adotadas pelo grupo fundamentalista. Diversas pessoas se jogaram contra a parte externa de um avião americano que transportava membros da embaixada de volta para os Estados Unidos.

Deixe uma resposta