Exame Revalida recebe inscrições até o dia 24

As inscrições para o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida) de 2014 seguem até as 23h59 (horário oficial de Brasília) do dia 24 de junho.

Para efetuar o registro, é preciso que os candidatos tenham em mãos  o código de identificação e senha, obtidas na página do exame. Além de ser brasileiro ou estrangeiro em situação legal no Brasil, é preciso ter o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e diploma médico autenticado por autoridade consular brasileira e expedido por instituição de educação superior estrangeira reconhecida no país de origem.

Etapas de avaliação

O processo de revalidação compreenderá duas etapas de avaliação, ambas de caráter eliminatório. A primeira etapa, realizada no dia 20 de junho, é composta de uma prova objetiva, que será aplicada das 8 às 13 horas, com 110 questões de múltipla escolha. Das 15 às 18h será aplicada a prova discursiva, contendo cinco questões.

O participante desta primeira etapa poderá fazer o exame em Rio Branco (AC), Manaus (AM), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Brasília (DF) e Campo Grande (MS). O valor da taxa de inscrição é de R$ 100.

A segunda etapa, em Brasília (DF), é formada pela avaliação de habilidades clínicas, estruturada em um conjunto de dez estações, nas quais durante um intervalo de tempo determinado os candidatos deverão realizar tarefas específicas. A prova será realizada nos dias 27 e 28 de setembro no valor de R$ 300.

Os gabaritos oficiais preliminares da prova objetiva e os padrões de resposta da prova discursiva serão divulgados no site do Inep, a partir das 19h do dia 22 de julho, e resultado final será divulgado na data provável de 25 de agosto. Já o resultado final da segunda etapa será divulgado no dia 26 de outubro.

Sobre o Revalida

O Revalida foi criado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep)  para simplificar o processo de reconhecimento de diplomas de medicina emitidos por instituições de ensino estrangeiras.

Para atuar como médico no Brasil, o estudante formado no exterior precisa revalidar o diploma. Este ano, 41 instituições de educação superior firmaram parceria com o Revalida. São quatro universidades públicas a mais em relação ao último ano.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*