Extrajudicial: Caixa faz mutirão de conciliação

A Caixa Econômica Federal e o Núcleo de Conciliação – NUCON da Justiça Federal do Acre realizarão nos dias 24 e 25 de junho, em Rio Branco (AC), o mutirão de conciliação extrajudicial para renegociação de dívidas de clientes Pessoa Física e Jurídica com operações na área comercial que tenham contratos inadimplentes junto à instituição. O mutirão terá condições diferenciadas para composição como entrada facilitada, elasticidade no prazo, redução de taxas e possibilidade de desconto no valor da dívida.

O atendimento aos clientes será realizado no auditório da Superintendência Regional da Caixa no Acre, na Rua Coronel Fontenele de Castro, nº. 44, no bairro Estação Experimental, das 8h às 17h, sem intervalo para almoço, e contará com a participação da equipe de conciliadores federais do NUCON.

A CAIXA enviará cartas convites aos clientes com contratos inadimplentes acima de 60 dias de atraso com a notificação para que estes compareçam ao local de atendimento para renegociação. No entanto, o cliente que possui contratos em atraso pode comparecer ao mutirão mesmo que não receba a notificação de convocação.

Os clientes que possuem contratos inadimplentes com menos de 60 dias de atraso e que possuam interesse em quitar seus débitos também podem comparecer ao mutirão para renegociar suas dívidas.

Público-alvo da ação:

Clientes Pessoa Física e Jurídica que possuam operações comerciais com inadimplência superior a 60 dias de atraso são alvo da ação de conciliação.

Além das agências Rio Branco, Aquiri, Estação Experimental que ficam na capital, poderão participar também os clientes que possuem operações em atraso das agências Senador Guiomard, Bujari e Porto Acre que estão localizadas no interior do Estado.

Condições da negociação:

O cliente inadimplente poderá pagar o seu débito à vista ou com parcelamento em até 36 meses e receber um desconto de até 81% do valor base da dívida.  Nos casos de parcelamento será necessária uma entrada de 1% do valor e o pagamento do IOF para ter direito ao benefício do desconto.

Existe ainda a opção de parcelamento da dívida em até 120 meses sem entrada, com taxas de juros que variam de 1,30 a 2,40% ao mês.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*