thumb hd

Festa do horário: poucos compareceram ao Palácio Rio Branco

Neste fim de semana, os acreanos viveram um momento inusitado. Com o retorno do antigo horário, o sábado, 9, teve 25 horas de duração. À meia-noite de domingo, os relógios tiveram que ser atrasados em uma hora. Para receber o antigo fuso, uma festa foi organizada em frente ao palácio Rio Branco, símbolo do poder executivo acreano. Atrações locais se apresentaram ao público. Porém, poucas pessoas compareceram ao evento.

Um relógio foi projetado na parte frontal do palácio. Nas escadarias do prédio histórico, cerca de 50 pessoas participaram da contagem regressiva. Fogos de artifício deram as boas-vindas ao antigo horário do estado.  A partir de agora, o Acre e parte do Amazonas voltam a integrar o fuso -2h em relação a hora oficial de Brasília. Com o horário de verão em vigor, a diferença aumenta para 3h.

“O retorno ao fuso horário -5, em relação ao fuso de Londres, é, simplesmente, colocar o Acre dentro do seu lugar na natureza. A curvatura da Terra e o seu movimento em torno de si mesma é que ditam as leis do nascer e do pôr do Sol. Por isso e, também, pela escolha popular através de um referendo realizado em 2010, o restabelecimento do fuso correto do Acre é uma vitória de todos, até, daqueles que se opõem ao restabelecimento do horário tradicional”, disse o geógrafo Davi Friale.

Deixe uma resposta