Festa em quartel: sindicância do 61º BIS desmente denúncia

Na manhã desta quarta-feira, 8,  o comandante do 61º Batalhão de Infantaria de Selva Tenente, coronel Guerra, reuniu a imprensa de Cruzeiro do Sul para apresentar o resultado de  inquérito.

A sindicância foi  realizada para apurar as denuncias de festas, uso de bebidas e envolvimento de menores na base militar localizada no município de Marechal Thaumaturgo.

O comandante deixou claro que as fotos que foram publicadas e cedidas ao batalhão não mostram em nenhum momento a presença de bebida alcoólica, nem mesmo de realização de festa.

Ainda segundo o apurado pelo 61 bis as mulheres que estavam no destacamento estavam esperando um primo para entregar uma farda. O comandante explicou que a presença de mulheres não é proibido dentro de instituições militares.

A denuncia foi recebida pelo comandante no dia 28 de setembro, e foi feita por um repórter da cidade e por um denunciante que se encontrava na cidade de Thaumaturgo.

A sindicância foi instaurada no dia quatro de outubro, onde segundo o comandante não havia menores no local. “Foram ouvidas todas as pessoas envolvidas no caso, inclusive as mulheres que aparecem nas fotos, sendo constatado que todas são maiores de idade” afirmou coronel Gerra.

Segundo o denunciante, ele teria sofrido abuso de poder dos militares durante o embarque para Cruzeiro do Sul. O comandante disse que ouviu o piloto e dois funcionários da empresa que não constataram nenhuma irregularidade.

Tendo em vista que o exército tem poder de policia em áreas de fronteira, podendo assim realizar revistas em materiais e pessoas.
 
Reportagem completa no Gazeta em Manchete desta quarta.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*