Banner cirurgiasascom

Governo garante ter ´zerado´ fila de cirurgias em 2013

A Secretaria Estadual de Saúde divulgou um balanço das ações realizadas no ano 2013, com destaque para o número de cirurgias realizadas na rede pública de saúde do estado, em todas as especialidades médicas.

De janeiro a dezembro, foram feitas 15.086 cirurgias. Desse total, 6.114 aconteceram no Hospital das Clínicas em Rio Branco. Outras 3.113 cirurgias foram feitas no Hospital de Urgência e Emergência da capital. O restante em unidades hospitalares do interior do estado e nos hospitais conveniados de Rio Branco.

“Estabelecemos uma meta para esse ano, uma redução do tempo de espera preconizado pelo Ministério da Saúde, que é de 90 dias. Conseguimos bater esse recorde, nós estamos com tempo de espera para realização de cirurgias de no máximo 60 dias”, garante a secretária estadual de Saúde, Sueli Melo.

Os números foram divulgados nesta segunda-feira durante um encontro da secretária de saúde com o governador. Segundo Tião Viana a fila de espera por cirurgias no estado foi zerada. Toda a demanda reprimida que havia em 2013 foi atendida.

“ Pela primeira vez uma estado brasileiro alcança um patamar de solução das filas de cirurgias. Amanha vai ter gente procurando o hospital para fazer cirurgia, porque todo dia tem problemas, de hoje para amanhã alguém vai precisar, mas nós tiramos a demanda reprimida que tínhamos”, declarou o governador Tião Viana.

De acordo com a secretaria de saúde cerca de 70% das cirurgias realizadas no estado são feitas em pacientes vítimas de acidentes de trânsito. Em 2013 isso gerou um custo de mais de R$ 30 milhões para o governo, e impediu que novos investimentos fossem feitos em outras áreas da saúde para melhorar o atendimento.

Ainda assim o governo anuncia para 2014 a inauguração de pelo menos 7 novas unidades hospitalares em todo o estado. Sendo mais três Unidades de Pronto Atendimento em Rio Branco, uma em Cruzeiro do Sul e outra em Epitaciolândia, além da inauguração do Hospital Geral de Brasiléia e do Hospital de Trauma de Rio Branco.

Deixe uma resposta