III Jornada Científica discute sobre aleitamento

A III Jornada Científica sobre aleitamento materno aconteceu na manhã desta sexta-feira, no anfiteatro da Ufac. Participaram profissionais de saúde, acadêmicos e professores de universidades da capital.

Segundo a enfermeira responsável pela divisão de saúde da criança do Estado, Priscylla Aguiar, a jornada científica tem objetivo de divulgar e incentivar o aleitamento materno através dos trabalhos produzidos nas universidades.

O evento fecha as atividades alusivas à semana mundial de aleitamento materno que, para os organizadores, teve ótimos resultados. “Para que a nossa meta seja totalmente alcançada é preciso que os profissionais pratiquem os conhecimentos objetivos seja na sua comunidade, nas igrejas e unidades de saúde”, ressalta Aguiar.

A III jornada científica sobre aleitamento materno apresentou experiências de sucesso em grupos de gestantes e o método Canguru, onde as mães aprendem técnicas para cuidados dos recém-nascidos. Além disso, foram expostos trabalhos científicos sobre o tema aleitamento.

Jamayla Mendonça, recém formada em enfermagem, participou do evento, apresentando seu trabalho de conclusão de curso. Ela elaborou uma pesquisa sobre o acompanhamento das crianças de 0 a 2 anos em uma das unidades de saúde de Rio Branco.

Segundo a jovem, o estudo mostrou que apesar de serem bem orientadas pelos profissionais de saúde, as mães ainda se sentem inseguras sobre o tema amamentação exclusiva. “Elas ainda têm dúvidas, acham que o leite materno não é suficiente”, explica.

O contato direto com as mães proporcionou à enfermeira recém-formada noções sobre a importância de incentivar o aleitamento materno. “Afeto e carinho são o que as mães precisam. Elas e, principalmente, as crianças”, completa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*