thumb polonaval

Inaugurado Polo Naval de Cruzeiro do Sul

A convite do governador Tião Viana, o senador Aníbal Diniz foi a Cruzeiro do Sul participar da inauguração do Polo Naval do município na manhã deste sábado (09). Durante a solenidade, o senador fez questão de reconhecer o esforço do governo para execução desta obra que era um antigo anseio da comunidade, principalmente os construtores navais, bajoleiros e mecânicos ligados à Cooperativa dos Bajoleiros, a Cooperbajola, que vai administrar o empreendimento.

“O governador Tião Viana e o secretário Edvaldo Magalhães estão de parabéns pela beleza e importância desta obra para os construtores de embarcações do Juruá”, disse o senador Aníbal ao discursar para os presentes.

O Polo Naval foi construído às margens do rio Juruá, no bairro Miritizal, por meio da Secretaria da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis e Desenvolvimento Florestal (Sedens). Foram investidos pelo governo do Estado cerca de R$ 1,7 milhões na construção da estrutura física do polo. Também foi firmado um convênio com a Cooperbajola no valor de R$ 1 milhão para aquisição de equipamentos.

O pólo vai agregar pequenos, médios e grandes construtores navais, os bajoleiros e os mecânicos. A construção é adaptada para funcionar todo o ano: no período seco, o acesso se dá por uma rua no bairro Miritizal asfaltada pelo programa Ruas do Povo e no período chuvoso pelo rio.

Atualmente com 26 sócios, a Cooperbajola vai gerenciar o polo e de acordo com o  presidente da cooperativa, Nivaldo Santos, cada sócio vai dar uma contribuição mensal para a manutenção das instalações e para formação de um fundo de reserva para futuros investimentos.  No local, serão construídos vários itens como bajola, baleeira, canoa, batelão, rebocador, barco de alumínio de todos os tamanhos. Haverá ainda a produção de palhetas e o embuchamento de rabetas.

As bajolas – Um tipo diferente de embarcação, cujo principal motivo de sua descoberta foi a vontade de correr mais entre os canoeiros. Dessa forma foi surgindo a embarcação, mais arredondada que uma canoa, com bico de pato e apropriada para navegar em lâmina de água muito fina.

Deixe uma resposta