Internet no Brasil é lenta e cara

Segundo levantamento da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado, a banda larga no Brasil é uma das mais caras e mais lentas em todo mundo. A velocidade da internet disponível aos brasileiros é 90% mais lenta que o serviço de banda larga da Coréia do Sul, por exemplo. Esse e outros gargalos das operadoras no país, foram discutidos durante audiência pública promovida nesta quinta-feira (14), na Assembléia Legislativa do Acre.

O evento realizado pela Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado Federal, através do relator da comissão, senador Aníbal Diniz, teve objetivo de avaliar o Plano Nacional de Banda Larga(PNBL) e a massificação da internet no Brasil.

Um dos objetivos do PNBL é ampliar os pontos de acesso a internet no país que estão atualmente em mais de 30 milhões e multiplicar por 10 a velocidade do serviço. Uma das metas do plano é que até dezembro de 2014, todos os municípios tenham banda larga, no entanto, até agora a cobertura é de 80%.

A audiência pública contou com a participação de representantes do Ministério Público, de secretárias de Estado, Ministério das Comunicações, Anatel e das empresas Oi e Telebrás. Durante o encontro, as operadoras puderam apresentar as metas, investimentos e problemas que enfrentam para implementar a expansão. O representante da Telebrás comentou que especificamente no Acre, as dificuldades encontradas para ampliar a cobertura nos municípios está no acesso por terra.

Segundo a comissão do senado para o assunto, desde que o Plano de Banda Larga foi lançado houve crescimento de 79% no número de acessos, no entanto as operadoras ainda estão distantes das metas pretendidas pelo governo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*