Justiça boliviana exalta Judiciário acreano

Magistrados do Acre sentam lado a lado com juízes peruanos numa tentativa de reduzir a burocracia judiciária entre os dois países. O Encontro aconteceu em Rio Branco, nesta quinta e sexta-feira. Os magistrados estão conhecendo como é a aplicação da Justiça em cada país.

O presidente da Suprema Corte peruana, juiz Marino Barreto, explicou que os dois países tem sistemas semelhantes. Foram verificadas duas diferenças: o Brasil está mais avançado com o processo de sistema virtual e nos casos de crimes contra a vida, temos o corpo de jurados, o que não existe na peru.

Para a organizadora do evento, desembargadora Regina Longuini, o encontro dos magistrados é uma tentativa de reduzir as burocracias nos casos de sequestro de criança, colheita de provas ou uma ação de alimentos. Sempre que isso acontece a Justiça do Acre precisa pedir a intervenção do Itamaraty para conseguir ouvir uma pessoa que está do outro lado da fronteira, uma demora que se transforma em impunidade, disse Longuini.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*