Banner roberto barros 1

Justiça do Acre está entre as que mais julgam crimes contra a administração pública

O Tribunal de Justiça do Acre já preparou o relatório de metas que será enviado ao Conselho Nacional de Justiça, com os números dos processos julgados referentes à improbidade administrativa e crime contra a administração pública que foram distribuídos até dezembro de 2011. Todos estão inseridos no programa meta 18 do CNJ, que é uma forma de combate à corrupção no país. O prazo para a entrega do relatório se encerra no dia 30 desse mês.

De acordo com os dados do Tribunal de Justiça do Acre, dos 166 processos do período exigido pela meta 18,  81,17% foram julgados. Apenas 32 deles não foram para a pauta.

Do total das ações, 45 são de improbidade administrativa e 121 de crimes contra a administração pública. Desses, só restaram nove que não foram julgados.

O presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Roberto Barros, explicou que foi montada uma força tarefa nesses processos para seu rápido andamento. “É preciso julgá-los rápido para que sirvam de exemplo para quem é agente público”, disse.

Apesar do índice de 81,17%, ainda restam 32 processos nas prateleiras da Justiça, sendo 23 de improbidade administrativa. O Conselho Nacional de Justiça já lançou um novo plano metas para o enfrentamento à corrupção. Para 2014, devem ser julgados todos os processos que deram entrada até dezembro de 2012.

Deixe uma resposta