banner trote

Mais de 200 falsas ocorrências foram atendidas por PM e Bombeiros em 2013

O Centro Integrado de Operações em Segurança Pública, o Ciosp é o responsável pelo monitoramento de câmeras de segurança e ainda os chamadas do 190 da polícia militar e 193 do corpo de bombeiros. Todos os dias, centenas de pessoas ligam o local. A maioria em busca de socorro e uma pequena parcela utiliza o serviço de forma indevida.

Na última quarta-feira, 18, um trote mobilizou várias equipes da PM. Tratava-se de um suposto assalto com refém, no bairro do Bosque.  Por causa da gravidade, a rua precisou ser isolada e moradores orientados a não saírem de casa. Até uma equipe do batalhão de operações especiais, Bope, esteve no local. Mas tudo não passava de engano. Na região, todos preferem evitar o assunto.

Quem comete comunicação falsa de crime poder ser detido por até seis meses, alerta o coordenador do Ciosp. “Aqui fica gravação e o número do telefone de quem fez a ligação. Neste último caso, estamos enviando para a primeira regional fazer a apuração e esta pessoa vai ser responsabilizada pelo crime que cometeu”, disse Henrique Maciel.

Somente este ano, 221 ocorrências de trotes confirmados mobilizaram a polícia militar. E outras 17 foram registradas pelo corpo de bombeiros. Número 74% maior se comparado a 2012. Sem contar as tentativas de trotes, que até agora somam quase 16 mil ligações.

“Às vezes, trinta segundos, um minuto, nós podemos estar salvando uma vida quando chega à viatura no local. A gente pede a população que tenha mais consciência que isso é um serviço urgente e necessário para a sociedade e que não se brinque com o 190 e 193”, concluiu.

Deixe uma resposta