Mensagem Governamental causa divergência entre parlamentares

Após as intensas manifestações realizadas pelos policiais civis e integrantes do movimento do basta durante a leitura da mensagem governamental, na manhã desta terça-feira, 04, deputados da oposição e situação protagonizaram uma grande discursão quanto ao conteúdo lido pela Chefe em exercício da Casa Civil, Nazaré Lambert.

Parlamentares da oposição afirmavam que os dados apresentados por Nazaré não eram verdadeiros. O líder do PSDB, deputado Major Rocha chegou a dizer que há 16 anos a gestão petista repete a mesma história em suas mensagens anuais à Aleac.

“Temos pouco a comemorar, pois o povo ainda espera as promessas feitas na primeira gestão do PT. Saúde do primeiro mundo e o melhor lugar para se viver são as promessas mais conhecidas e que já se tornaram clichê para ganhar a eleição com o uso da máquina pública”, comentou.

Rocha afirmou que o governo gasta mais com propaganda do que com Segurança Pública. Ele afirmou que falta remédio nos postos de saúde, as ruas estão esburacadas, o povo não tem empregos e 70% da população vive de programas de transferência de renda.

O deputado também criticou a qualidade das obras, a insegurança e o que avalia como truculência do governo em relação a outras instituições como a Polícia Federal e o Poder Judiciário.

O líder do governo na Casa do Povo, deputado Astério Moreira (PEN), retrucou as afirmações de Rocha e disse que após ouvir atentamente a mensagem governamental entendeu o porque da população acreana tem mantido a Frente Popular no poder por tanto tempo. “São inúmeras ações realizadas pelo governo na Capital e no interior do Estado. Se pararmos para analisar a situação dos setores de educação e saúde vamos perceber o quanto avançamos nesses 10 anos. Nós estamos presenciando o crescimento do Acre”, disse.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*