Vereadora pede abertura de CPI do transporte público em Rio Branco

Michelle Melo acredita que há indícios de crimes contra os trabalhadores

Na sessão da Câmara de Vereadores de Rio Branco desta quinta-feira (12), a vereadora Michelle Melo (PDT) e vice-presidente do parlamento municipal comunicou que irá solicitar a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas condutas ilícitas no transporte coletivo de Rio Branco.

Para a vereadora, os problemas no serviço e a situação dos trabalhadores, além de denúncias sistemáticas podem ser apenas o início de um grande esquema de corrupção. “O prefeito Tião Bocalom afirmou categoricamente que ir abrir a caixa-preta do transporte público e até hoje não vimos absolutamente nada”, lembrou Michelle Melo.

A parlamentar comentou ainda que a CPI terá condições de responder a perguntas que a população se faz diariamente, como o porquê de termos uma tarifa com valor tão elevado e um serviço abaixo do mínimo esperado.

“Há fortes indícios de crimes sendo realizados contra os trabalhadores do transporte e que essa Câmara tem por obrigação investigar. Além das denúncias, temos um transporte deficitário, de péssima qualidade, salários atrasados e uma tarifa de valor exorbitante. Para onde está indo esse dinheiro? Precisamos esclarecer muitas dúvidas e essa CPI terá fundamental importância para a elucidação dos fatos”, finalizou a vereadora.

Deixe uma resposta