Nabiha Bestene desiste de suplência de Cameli

Embora o pré-candidato ao Senado, Gladson Cameli (PP) tenha negado, durante a convenção do Partido da República (PR) realizada nesta quarta-feira (25), que nunca houve polêmica em torno da escolha dos nomes dos seus suplentes e que o grupo político o qual integra segue em total harmonia e unidade, porém, os últimos acontecimentos demonstram o contrário.

A disputa interna para garantir a indicação das suplências continua a mostrar seus estragos. A primeira vítima foi o procurador Edmar Monteiro que foi convidado por Gladson para compor a chapa, porém, acabou se esbarrando nas articulações do senador Sérgio Petecão (PSD) que exigiu que o nome escolhido fosse o de Mailza Gomes, esposo do prefeito de Senador Guiomard, James Gomes (PSDB).

A vítima desta vez é a professora universitária Nabiha Bestene. Nabiha deveria ter sido confirmada como segunda suplente de Gladson Cameli nesta quinta-feira, entretanto, a docente optou por desistir da vaga.

A informação foi confirmada por seu irmão, o ex-deputado estadual José Bestene (PP). “Essa disputa interna para garantir a indicação das suplências foi desgastante e Nabiha optou por desistir da suplência. Minha irmã já tem uma linha definida, não precisa se envolver com isso. Ela é professora universitária e continuará em sala de aula”, declarou Bestene.

Para Bestene, Gladson Cameli se deixou levar pelos interesses do senador Petecão, rompendo compromissos e acertos anteriormente definidos.

O ex-deputado afirmou que se reunirá com seu grupo de apoio a fim de definir se continuam a apoiar a candidatura de Cameli ou optam pela neutralidade na disputa pelo Senado.

Nesta sexta-feira, 27, a coligação de apoio à candidatura de Márcio Bittar (PSDB) e Gladson Cameli (PP), realiza convenção onde provavelmente será confirmado o nome de Mailza Gomes como primeira suplente e anunciado o nome da substituta de Nabiha.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*